• jpdespa1

Life is Strange - meus sentimentos pela sua trilha adaptada

Atualizado: 18 de ago. de 2021

Todos os jogos são passíveis a gostos pessoais de cada um (tal qual qualquer outro tipo de arte), havendo exemplos de obras que conseguem evidenciar bastante o quão qualidade e significância são subjetivas, uma vez que são espetaculares e muito marcantes para uns enquanto são esquecíveis para outros. Life is Strange é um desses casos, sendo um grande divisor de opiniões devido a sua jogabilidade de comandos simples e casuais, narrativa nada apressada e temática sentimental apresentada num espaço majoritariamente jovem. São fatores que não prendem qualquer jogador, mas, quando está nas mãos de seu público-alvo (não só jovens, diga-se de passagem), é um jogo muito tocante e pertinente.


Para os que se encantaram com as tramas de Arcadia Bay, um dos grandes fatores de imersão em seu ambiente é a trilha sonora, em especial a parte adaptada da mesma, que, ainda que não seja original, parece ter sido feita para o jogo, sendo que a maioria das músicas utilizadas para complementar tons contemplativos, felizes ou rebeldes são independentes. Através de LIS, conheci Syd Matters, José González (também presente na trilha de Red Dead Redemption, de 2010), Message to Bears, entre outros autores de composições lindas, difíceis de desgostar para aqueles que gostam da calmaria de uma música folk ou até de um rock alternativo.


Particularmente, essa é uma das obras mais importantes da minha curta vida até aqui. Me fez refletir e valorizar certos aspectos ao meu redor de um modo singular e desperto, além de clarificar alguns gostos pessoais meus para a arte (preferências musicais e narrativas, principalmente).


Indico, especialmente:


- Crosses, do José Gonzaléz;

- To All of You e Obstacles, do Syd Matters;

- Mountains, do Message to Bears;

- Something Good, do alt-J;

- Mt. Washington, do Local Natives;

- Piano Fire, do SparkleHouse;


Se gostou de uma, provavelmente, gostará de todas.


Life is Strange Soundtrack


Fonte: Discogs


9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo